top of page

Principais Dúvidas sobre Coloração Pessoal

Atualizado: 25 de jul. de 2023

Na desinformação, as pessoas compartilham muitas informações equivocadas sobre a metodologia de Coloração Pessoal. Confira abaixo as principais dúvidas levantadas pelas minhas clientes e fique por dentro!

Quando falamos em coloração pessoal, aparecem diversas dúvidas que por vezes, impedem as pessoas de realizar o seu teste.


Na Análise de Coloração pessoal, analisamos três características da pele da cliente: a temperatura, intensidade e profundidade, além do contraste pessoal para só então chegarmos a um resultado. E é por meio de comparações dessas dimensões que obtemos o resultado da cartela de cores da cliente.


O resultado se dá por comparação.

Sempre que tiver dúvidas sobre a Coloração Pessoal, entre em contato, mas não fique sofrendo com dúvidas.

E fique à vontade para mandar a sua pergunta aqui, no final deste post, que vou gostar muito de te responder:


· Minha cartela pode mudar com o tempo? Não. A ideia de que mudamos de cartela com o tempo é mito! Na verdade, com o passar dos anos e com a chegada dos fios brancos, o que pode sofrer alterações é o nosso contraste. A nossa cartela é a mesma para o resto da vida, porque a composição da nossa pele não muda.


· Consigo descobrir a minha cartela de cores sozinha e online? De todos os APPs e sites que testei até agora, para uma avaliação precisa e correta do Método Sazonal Expandido de Coloração Pessoal precisamos fazer a análise presencial.


· Só posso usar as cores da minha cartela durante a estação dela? Não. Com o conhecimento das cores que melhor valorizam a sua beleza natural, você pode utilizar os tons da sua cartela durante todo o ano e com muito mais segurança.


· A Coloração Pessoal limita o uso de cores? De jeito algum! Depois de fazer a sua Análise de Coloração Pessoal, você vai ter um olhar bem mais atento para as cores, vai dar chance a tons que nunca antes pensava em usar, ousar mais e fazer diversas e novas combinações no seu armário.


· Posso descobrir a temperatura da pele através das cores das minhas veias? A temperatura da pele tem relação com hemoglobina e caroteno e não com cor das veias.

Provavelmente você já ouviu por aí:

“Se você tem as veias mais azuladas ou arroxeadas, sua pele é fria. Se as suas veias são mais esverdeadas, ela será quente”. Isso não é conclusivo.


· Apenas peles quentes se bronzeiam? Não! Tanto as peles quentes como as frias se bronzeiam. Nossa pele é composta por três pigmentos: caroteno, hemoglobina e melanina e cada um deles, quando presente em maior quantidade, garante uma característica diferente à pele. A hemoglobina (pigmento rosado) e o caroteno (pigmento amarelado) influenciam no subtom da nossa pele, ou seja, na temperatura da pele, a melanina influencia na sua profundidade. Ou seja, peles frias têm mais hemoglobina na composição, peles quentes, mais caroteno. E o pigmento que irá influenciar no bronzeado, que é a relação de claro e escuro da pele, é a melanina.


· Toda pele negra é quente? Não. A pele negra possui mais melanina do que uma pele branca. Por isso, é mais escura. No entanto, podemos ter peles negras com mais hemoglobinas (frias) ou peles negras com mais caroteno (quentes).


· Toda pele com rosácea é fria? O tom rosado leva boa parte das pessoas a acreditar que toda pele com rosácea é fria, mas não necessariamente. A rosácea é uma condição que provoca vermelhidão na pele, deixando-a mais rosadinha. Pessoas de pele quente também podem ter rosáceas


· Existe pele oliva quente? Não. Não existe pele oliva quente. Essa é exatamente a característica da pele oliva, ser amarelada. Toda pele oliva é fria, ela apenas aparenta ser mais amareladinha. Durante a consultoria, ao realizarmos o teste e compararmos os tecidos de temperatura, vemos que ela reage melhor às cores frias.


Agora eu quero saber de você:

Você já ouviu e acreditou em algum desses mitos?

Se você quer conhecer a sua cartela de cores e tirar o melhor proveito das cores que mais ressaltam sua beleza, entre em contato e agende seu horário.



63 visualizações0 comentário
bottom of page